Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Programa Geral

Festival JACC
Salão Brazil
Festival JACC
Festival JACC
Festival JACC
Salão Brazil
Festival JACC
Festival JACC
Salão Brazil
Festival JACC
Salão Brazil
Festival JACC
Festival JACC
Salão Brazil
Coimbra
Festival JACC
OFICINA MUNICIPAL DO TEATRO (O TEATRÃO)
cine-concerto
Coimbra
Convento de São Francisco
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Festival JACC
Concerto
Salão Brazil
cine-concerto
Coimbra
Convento de São Francisco
Festival JACC
Concerto
Convento de São Francisco
Festival JACC
Concerto
Salão Brazil
Festival JACC
Concerto
Convento de São Francisco
Festival JACC
Concerto
Museu Nacional Machado de Castro
Festival JACC
Concerto
Teatro Académico Gil Vicente
Festival JACC
Concerto
Salão Brazil
Festival JACC
Concerto
Grémio Operário de Coimbra
Festival JACC
Concerto
Salão Brazil
Coimbra
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Concerto
Festival JACC
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Festival JACC
Concerto
Concerto
Festival JACC
Concerto
Coimbra
Convento de São Francisco
Concerto
Coimbra
Festival JACC
Coimbra
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Concerto
Festival JACC
Coimbra
Concerto
Convento de São Francisco

PARCEIROS

Nenhum item encontrado.

Sobre o Festival JACC

Descarregar Programa

Nesta edição

20ª Edição
Festival Jazz ao Centro - Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra
22 de setembro a 23 de outubro

O concerto inaugural do Festival Jazz ao Centro - Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra teve lugar a 18 de janeiro de 2003, numa altura em que a cidade se preparava para lançar o programa que a celebrava como Capital Nacional da Cultura.

Foi o culminar dos esforços de um conjunto alargado de pessoas que não só traçaram as linhas gerais do que viria a ser o festival, como também, para lançaram as bases para a criação da Associação Cultural que o viria a organizar futuramente: o Jazz ao Centro Clube.


O Jazz ao Centro - ou os “Encontros” (como muitos lhe chamam) - conheceu vários modelos, sendo que o formato que conhecemos hoje em dia só surgiu no último terço da vida do Festival, quando em 2016 se passou a realizar em Outubro. Transformações aparte, manteve-se sempre uma coorganização da Câmara Municipal de Coimbra e do Jazz ao Centro Clube.

Independentemente dos formatos, há um conjunto de características que se mantiveram inalteradas e entre as quais convém destacar, por um lado, o lugar privilegiado da criação, tendo sido editados mais de 20 discos gravados no seu contexto (em editoras como a Clean Feed, a Cipsela e a JACC Records) e, por outro, a visão heterodoxa que permite abrir espaço a !todos os jazzes”, dos mais devedores da tradição até aos que
desafiam as fronteiras do género.


Na celebração das suas 20 edições, o Jazz ao Centro apresenta um cartaz que se estende ao longo de um mês - de 22 de setembro a 23 de outubro - e que contempla 11 concertos a decorrer em 7 espaços: Casa das Artes Bissaya Barreto, o Convento São Francisco, as antigas instalações da Coimbra Editora (hoje em dia propriedade da Critical Software), o Museu Nacional Machado de Castro, o Salão Brazil, o Seminário Maior e o Teatro Académico de Gil Vicente.


Do solo ao grande formato, da intrincada composição à improvisação livre, dos veteranos quase centenários aos jovens talentos nos seus !vinte e poucos”, a vigésima
edição do Festival Jazz ao Centro resume na perfeição o caminho até agora percorrido: oferecer um olhar (inevitavelmente incompleto) sobre a riqueza e diversidade do Jazz feito nos dias que correm, em diferentes geografias.

O Jazz ao Centro Clube é uma estrutura financiada pelo Município de Coimbra e pela Direção-Geral das Artes.